Home / História

História

São José do Barreiro – São Paulo

Histórico

Pelo Porto de Mambucaba e pelo rio do mesmo nome, a partir do século XVII subiram os primeiros colonizadores fundando povoações. Também de Minas Gerais, em direção do mesmo Porto desciam a Serra da Bocaina e acabaram por se fixar ao longo do caminho. Entre eles, o Alferes José Gomes dos Santos, Sargento-mor João Ferreira de Souza e seus cunhados, Capitães Fortunato, José e João Pereira Leite, construíram uma capela, por volta de 1820, num local onde os tropeiros pousavam, próximo de um trecho do caminho de difícil passagem, devido ao permanente atoleiro. O coronel João Ferreira de Souza, filho do sargento-mor, em 1833, doou terras para formação do patrimônio. Sob a égide de São José, orago da capela, desenvolveu-se o patrimônio que, em 1842, foi elevado a freguesia, com o nome de São José do Barreiro, simplificado para Barreiro, em 1938, e novamente São José do Barreiro, em 1953. A Vila de São José do Barreiro foi criada em 1859. GENTÍLICO : BARREIRENSE FORMAÇÃO ADMINISTRATIVA Vila criada por Lei Provincial nº 6, de 9 de março de 1859. Desmembrada do Município de Areias ou do Município de Queluz. Cidade por Lei Provincial nº 35, de 10 de março de 1885. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o Município de São José do Barreiro se compõe de 1 único Distrito, São José do Barreiro, criado por Lei Provincial nº 17, de 4 de março de 1842. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o Município de São José do Barreiro permanece com 1 Distrito, São José do Barreiro. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, bem como no quadro anexo ao Decreto-lei Estadual nº 9073, de 31 de março de 1938, o Município de São José do Barreiro compreende o único termo judiciário da comarca de São José do Barreiro e figura igualmente com 1 só Distrito, São José do Barreiro. Pelo Decreto Estadual nº 9775, de 30 de novembro de 1938, a comarca, o termo, Município e o Distrito de São José do Barreiro passaram a denominar-se simplesmente Barreiro. Voltou à denominação de São José do Barreiro pela Lei nº 2456, de 30-XII-53, que fixou o quadro territorial para 1954-58 onde figura com 1 único Distrito, São José do Barreiro, comarca de São José do Barreiro. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1960.

          Era também passagem de tropeiros e, devido a um atoleiro que na época das cheias dificultava a passagem, foram construídos vários ranchos, surgindo aos poucos um vilarejo, logo foi erguida uma capela dedicada a São José e, assim, surgiu o nome São José do Barreiro. Com a chegada do café na região foram construídas inúmeras fazendas e casarões com muito luxo e requinte que, até hoje podem ser apreciados. A Fazenda Pau D?Alho recebeu D. Pedro em sua viagem para proclamar a Independência. Tombada como Patrimônio Histórico Nacional e Estadual em 1968; restaurada, é hoje, um marco histórico que se destina a atividades culturais e ecológicas. São José do Barreiro foi elevado a Município em 1859 e Estância Turística em 1998. A cidade está a uma altitude de 510m, sendo seu ponto culminante no Pico do Tira Chapéu a 2.088m. Também conhecida como o ?Paraíso do Trekking no Brasil?, São José do Barreiro tem a Serra da Bocaina como um de seus principais atrativos com: a Cachoeira de Santo Izidro com 80m, a Cachoeira do Veado com 200m e a Trilha do Ouro que foi usada para transportar o ouro que vinha de Minas Gerais para o litoral e hoje, é usada para a prática do trekking numa travessia de 3 dias, ligando o Vale do Paraíba ao mar. Portal de entrada oficial ao Parque Nacional da Serra da Bocaina, São José do Barreiro também oferece inúmeras possibilidades de esportes de aventura como: Mountain Bike, esportes náuticos na Represa do Funil, Off Road, Cavalgada e Rampa Natural para a prática do Vôo Livre a 1.700m. Além desses atrativos, oferece opções de passeios com a família nas antigas fazendas da época do café ou nas cachoeiras que circundam a cidade.